Hamilton vence em corrida surpreendente

As últimas cinco voltas do GP da Bélgica foram surpreendentes. Tudo porque choveu.

Para entender melhor esta corrida, só dividindo-a em duas.

  • Pre-chuva

O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, dominava a corrida após ter ganho na largada três posições. Logo atrás vinham Lewis Hamilton, com a McLaren, e Felipe Massa, da Ferrari.

Raikkonen tinha o melhor tempo e uma distância considerável do segundo lugar. O pódio já parecia concretizado. Até que a imagem da televisão mostrou o engenheiro de Fernando Alonso, Borja Rendueles, falar que o Setor 2 da pista receberia chuva imediatamente. Não deu outra. Chuva no Setor 2. E confusão na pista inteira. Eram só duas voltas para o fim. E muita coisa aconteceria.

  • Pós-chuva

Raikkonen começa a perder a distância que tinha de Lewis Hamilton. O inglês encosta, aproveita a desaceleração do finlandês e ultrapassa-o em uma manobra arriscada, conseguindo a posição. Mas perde de novo para a Raikkonen. Este continuou correndo, como se a pista estivesse seca, perdeu o controle do carro e bateu no muro. Isto lhe custaria dez pontos não ganhos e dados para Lewis Hamilton. E, é claro, oito pontos para seu companheiro de Ferrari.

Com cautela, Felipe Massa começa a andar devagar, administrando a posição. Fez certo. Seu companheiro de equipe não seguiu esta idéia e deve estar arrependido.

Além das posições da frente, o pessoal do fundo também se enrolou com a chuva. O piloto Nick Heidfeld, da BMW, arriscou colocar pneus de chuva no final e chegou na terceira posição.

A quarta posição ficou para o espanhol Fernando Alonso, da Renault. O outro piloto da escuderia francesa, Nelsinho Piquet, bateu no muro e não completou a prova.

A Toro Rosso também gostou da chuva e do desempenho de seus pilotos. Sébastien Bourdais estava em terceiro e caiu para sétimo. Mesmo assim, foi sua melhor corrida na Fórmula 1. Seu xará Sebastian Vettel chegou em quinto.

A classificação final ficou:

1º Lewis Hamilton (ING) – McLaren

2º Felipe Massa (BRA) – Ferrari

3º Nick Heidfeld (ALE) – BMW

4º Fernando Alonso (ESP) – Renault

5º Sebastian Vettel (ALE) – Toro Rosso

6º Robert Kubica (POL) – BMW

7º Sébastien Bourdais (FRA) – Toro Rosso

8º Timo Glock (ALE) – Toyota

A próxima corrida será semana que vez em Monza, na Itália.

Um abraço

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Fórmula 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s