Um dia histórico no mundo

O GuIgO NewS não cobre economia. Não que o dono do blog não goste, tanto que passou o dia ligando para sua fonte mais confiável, seu pai, para saber se a Bovespa estava continuando a cair. O fato é que desta vez o bicho pegou!

Meu amigo, ninguém ficou de fora da crise dos bancos norte-americanos. Depois que a Câmara dos EUA rejeitou o pacote de socorro ao setor financeiro o mundo inteiro sentiu o terremoto. Só aqui no Brasil, a Bovespa caiu mais de 9%. As bolsas asiáticas já começaram a funcionar em queda de 5%.

De maneira muito perspicaz o meu professor de História, José Salvador Faro, falou-nos, hoje de manhã, que estamos vivendo a pior crise econômica depois de 1929. E olha que a notícia sobre a rejeição da Câmara nem tinha saído ainda.

Entenda a crise (fonte: UOL)

“Por terem grande liberdade de atuação, bancos americanos investiram fortemente em papéis ligados a empréstimos hipotecários de alto risco. Os títulos foram sendo repassados de uma instituição a outra, aumentando o número de bancos expostos a esse risco.

O aumento da inadimplência nos empréstimos hipotecários provocou fortes perdas nas instituições expostas a esses títulos. Os papéis se tornaram ilíquidos, ou seja, há pouquíssimo interesse dos investidores em comprá-los devido à incerteza em torno do seu valor real.”

Grave esta data: 29 de Setembro de 2008.

Os próximos livros de História deverão tê-la em suas páginas. Os próximos passos da crise estão nas mãos dos incompetentes bancários norte-americanos e dos políticos deste país.

Qual a sua opinião? Você tiraria dinheiro do povo para salvar o sistema financeiro? Ou faria que nem a Câmara norte-americana negando o pacote de ajuda?

Um abraço.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Economia, Política

Uma resposta para “Um dia histórico no mundo

  1. Walmir Luis

    A coisa ficou e está feia. E nesse caso, sou obrigado a concordar com o Presidente Lula (e para quem me conhece sabe como isso é difícil) quando fala que os EUA e o Bush devem resolver rapidamente o problema para minimizar as coisas no resto do mundo. Não dá para ficar isento ou não ser afetado. Até as pessoas simples, mesmo aquelas que não têm conta em banco, estão sentindo e sentirão os efeitos da crise bancária americana. E esperamos que isso ocorra logo.
    Os deputados americanos estão discutindo o uso de dinheiro público para resolver problemas de caixa de empresas privadas, porém, esses mesmos deputados idealistas não tiveram dúvidas quando decidiram “não regulamentar” o mercado financeiro americano e deixar os banqueiros de lá, irresponsáveis, agir livremente – agora, terão que pagar o preço: U$ 700 bilhões, por baixo !
    Abraços.
    Parabéns pelo blog – escrito e falado.
    Walmir Luis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s