Corinthians joga mal, mas empata no final com o Santo André

Está certo que o time do Corinthians já está garantido na 1ª divisão do futebol brasileiro, mas não pode vacilar com a casa cheia. O estádio do Pacaembu lotou hoje à tarde. Eram mais de 35 mil alvinegros berrando como loucos, incentivando e cantando todas as músicas que conhecemos para ver um time errar passes, chutar mal, falhar na zaga e ser quase derrotado pelo Santo André.

Se não fosse o atacante Dentinho marcando os dois gols e encobrindo as falhas do zagueiro Fábio Ferreira e do goleiro Felipe, o líder da Série B teria entristecido sua torcida e minimizando a subida para a elite do futebol brasileiro.

O Mano manja, mano

Mesmo sabendo que não terá concorrentes para o 1º lugar na classificação da competição, pois ficou com 64 pontos, onze a mais que o Avaí, o empate para o time do ABC põe em cheque o poder do Timão. Entretanto, podemos perceber que o técnico Mano Menezes é muito capaz de consertar os seus erros.

Por exemplo: no primeiro tempo o time alvinegro ficou carente de um atacante de área, o Dentinho até tentou, mas não é a dele. Assim, Mano tirou Lulinha, que mais uma vez muito correu e nada fez, e colocou Otacílio Neto. O centroavante caiu muito pela esquerda, atacou, chutou, mas nada que fizesse o Corithians despertar na partida. Era necessário então, mais uma mudança. Mas qual? Quem? Mano ousou e tirou Otacílio Neto. Sim, ele escutou gritos de “burro, burro” da torcida que viu Wellington Saci entrar em campo.

E foi justamente dos pés de Saci que o primeiro gol corintiano começou a nascer. O meia abriu a bola na esquerda para Fábio Ferreira, este cruzou para Cristian que, de cabeça, ajeitou para Dentinho marcar.

O Mano manja e muito, mano.

O Marcelinho é nosso

Depois do técnico Mano falar que Marcelinho serve de inspiração para o elenco (veja aqui), o ex-corintiano mostrou mais uma vez que é fiel à torcida que mais o apoiou na carreira e foi escalar o alambrado e abraçar os torcedores.

Um abraço.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Futebol

2 Respostas para “Corinthians joga mal, mas empata no final com o Santo André

  1. Johnny Gonçalves

    Gui é impressionante como o time do Corinthians depende do atacante Herrera. Faltou referência no ataque.
    E a defesa, sofre com a falta de Chicão, falha nos dois gols, ridículo. Felizmente a camisa falou mais alto e na raça o time conseguiu empatar.

    Abraço Mano

  2. Walmir Luis

    Boa noite.

    Concordo com ambos – com o comentário anterior do Johnny e com o dono do blog.

    O Timão depende do Herrera e isso fica sempre muito patente quando ele não joga ou quando não aparece no jogo.

    O Timão tem um dos melhores técnicos do Brasil – quem tem visto e ouvido as entrevistas do Mano pode perceber que, além de serenidade e pé no chão, o “professor” do Corinthians tem sólidos conhecimentos de futebol, fala aos jogadores (e até aos torcedores) de um jeito simples e que entendem e, principalmente, tem o time na mão, mexendo com a tática do jogo como um enxadrista maneja as peças em um tabuleiro.

    Parabéns ao Mano.

    Fica Herrera ! Fica Mano !

    Abraços.

    Walmir Luis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s